Anúncio

Anúncio

A Dilma turbinada de FHC & Cia

Uma parcela da nata do poder econômico do país aliada a FHC e outros caciques da velha política nacional resolveram imitar Lula em 2010: inventaram uma Dilma para chamar de sua!

Esta agora, apesar de guardar enormes semelhanças, principalmente no aspecto despropósito da iniciativa, guarda algumas diferenças. Diferenças no sexo, na experiência administrativa, no carisma e na capacidade de aglutinar forças políticas dentre outros quesitos menos votados. Para começar, “ela” é homem e atende pelo nome de Luciano Huck.

A Dilma 2018 perde para a Dilma 2010 em relação ao conhecimento e à experiência com a administração pública. Mas a Dilma 2010 jamais chegou nem perto do carisma da sua cópia de agora.

Tudo está indicando neste momento que o Michel Temer da Dilma 2018 será Paulo Hartung. Neste quesito a Dilma 2010 dava um banho. Não há a menor comparação entre a matreirice e o poder de aglutinação política de Temer e de Hartung. Além do mais, Hartung queimou completamente a confiança que políticos pudessem ter nele. Começou se queimando no PPS, seguiu a trajetória no PSB, destruiu o PT capixaba, não tem a confiança de seus companheiros do PMDB e perdeu a interlocução com o DEM por conta de suas idas e vindas. isto sem contar que teve a entrada barrada no PSDB.

E será que a Dilma 2018, se por uma infelicidade lograr se eleger, irá obedecer seus tutores ou fará como a Dilma 2010 buscando seu próprio caminho às custas de estraçalhar a Nação?

E vamos nós para as eleições tendo que reconhecer que a história se repete como farsa!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *